Fifa intensifica combate às apostas esportivas com postura de tolerância zero, afirma Infantino

Júlia Moura há 1 mês
Fifa intensifica combate às apostas esportivas com postura de tolerância zero, afirma Infantino

Paris, França. No último sábado (15), durante um evento em homenagem a Pelé, Gianni Infantino, presidente da Fifa, reiterou sua postura firme contra jogadores envolvidos em esquemas de apostas esportivas. Embora não tenha mencionado nomes diretamente, ficou claro que a questão envolvendo o meia brasileiro Lucas Paquetá, do West Ham, estava na pauta.

Apostas esportivas sob investigação 

Infantino foi questionado por jornalistas sobre as acusações contra Paquetá. O presidente da Fifa destacou a seriedade com que a entidade trata esse tipo de questão. “Os jogadores sabem: não se deve apostar, obviamente. Quando algo acontece, a Fifa investiga e toma decisões muito sérias e intransigentes,” afirmou Infantino, enfatizando que essas regras se aplicam a todos os níveis do esporte, incluindo o amador. 

Lucas Paquetá está atualmente no centro de uma grave acusação na Europa. A Federação Inglesa de Futebol está investigando o jogador por supostamente ter recebido cartões amarelos de forma intencional para favorecer terceiros em esquemas de apostas. O processo conta com duas mil páginas, detalhando minuciosamente os cenários das advertências que Paquetá recebeu em partidas do West Ham. 

Infantino sublinhou a importância de manter uma postura rigorosa, sem generalizações. “Se alguém cometeu um ato contrário às regras desportivas, é óbvio que haverá sanções. Agora, cada situação é diferente, não deve ser banalizada e deve ser julgada em conformidade,” afirmou o presidente da Fifa. Essa abordagem justa, mas inflexível, é essencial para garantir a integridade do esporte.

Integridade do esporte em jogo 

A postura de tolerância zero adotada por Infantino é crucial para manter a integridade das competições esportivas. As apostas feitas por jogadores podem comprometer a credibilidade dos torneios, gerar desconfiança entre os fãs e afastar patrocinadores. A mensagem de tolerância zero e as consequências severas para aqueles que violam as regras enviam um recado forte a todos os jogadores que possam pensar em se envolver em apostas ilegais. 

Infantino enfatizou que o objetivo da Fifa é proteger o futebol mundial, garantindo que qualquer forma de manipulação de resultados seja tratada com a devida seriedade. “Com investigações rigorosas e julgamentos justos, a Fifa mostra que o problema não são as apostas esportivas em si, mas quem quer tirar proveito delas, e isso a entidade não vai permitir,” concluiu. 

Essa abordagem é fundamental para assegurar que o futebol permaneça um esporte justo e emocionante para jogadores, fãs e patrocinadores. A Fifa continua a monitorar e investigar qualquer suspeita de manipulação, reafirmando seu compromisso com a transparência e a integridade no esporte. 

Prepare-se para a SiGMA Europa 2024, de 2 a 4 de setembro. Encontre mais detalhes aqui.

Share it :

Recomendado para você
Júlia Moura
há 21 horas
Lea Hogg
há 22 horas
Christine Denosta
há 1 dia
Lea Hogg
há 1 dia