SiGMA

M&A: Microsoft adquire a Activision Blizzard

Publicado: maio 18, 2023 01:17 Publicado por Lea Hogg Traduzido por Thawanny de Carvalho Rodrigues
Categoria: Américas, Avaliações de Jogos, Ação F&A,
Publicado: maio 18, 2023 01:17 Categoria: Américas, Avaliações de Jogos, Ação F&A, Publicado por Lea Hogg Traduzido por Thawanny de Carvalho Rodrigues

A decisão da UE de aprovar a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, anunciada pela primeira vez em janeiro de 2022, aproxima o acordo problemático da conclusão. O acordo foi iniciado em janeiro, quando a Microsoft anunciou sua intenção de adquirir a Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões.

A Comissão de Comércio Justo do Japão também aprovou a fusão em março de 2023.

No entanto, ainda enfrenta forte oposição dos EUA e de outros reguladores.

A Autoridade dos Mercados de Consumo no Reino Unido afirmou que retiraria suas objeções se a Activision Blizzard vendesse as franquias Call of Duty, mas isso é muito improvável, já que a Microsoft vê valor no negócio do Call of Duty e não tanto em Crash Bandicoot.

A oferta da Microsoft, quando concluída, incorporará a Activision Blizzard Entertainment sob o Xbox Game Studios da Microsoft Gaming, que também incluiria a propriedade de franquias de Call of Duty, Crash Bandicoot, Spyro, Warcraft, StarCraft, Diablo, Overwatch e Candy Crush.

Controle da indústria

Se aprovado pelos reguladores internacionais, seria a maior aquisição de videogame da história. A incerteza sobre a transação está relacionada à preocupação dos reguladores de que uma fusão daria à Microsoft recursos que poderiam dizimar sua concorrência. A Sony argumenta que a empresa combinada negaria a plataforma PlayStation de jogos como Call of Duty.

Segundo o chefe de jogos da Microsoft, Phil Spencer, “a empresa consideraria os direitos de licenciamento “caso a caso””. A Comissão Federal de Comércio (FTC) dos EUA disse estar preocupada que a fusão “prejudique os consumidores dos jogos da Activision Blizzard e dê à Microsoft muito controle de certas partes da indústria, como jogos em nuvem”.

A Microsoft respondeu que a Sony é a maior plataforma com títulos exclusivos que contratualmente não podem ser feitos para o Xbox, acrescentando que “planeja oferecer conteúdo para jogos multiplayer da Bethesda como Elder Scrolls Online e Fallout 76 para todas as plataformas para evitar a redução da base de jogadores”.

“Os jogos são a categoria mais dinâmica e empolgante do entretenimento em todas as plataformas hoje e desempenharão um papel fundamental no desenvolvimento da plataforma metaverso.” – Satya Nadella, presidente e CEO, Microsoft

Em 23 de fevereiro, a Microsoft se reuniu com o CE e informou que havia firmado um contrato de 10 anos com a Nintendo para trazer o Call of Duty para essa plataforma, bem como outros jogos próprios da Microsoft com a Nvidia como parte de seu serviço de streaming GeForce Now.

Dados rápidos da Microsoft

Atualmente, a Microsoft tem a segunda maior capitalização de mercado do mundo.
Capitalização de mercado: US$ 2,273 trilhões
EV: US$ 2,16 trilhões
Receita LTM: US$ 184,9 bilhões,
EBITDA LTM: US$ 90,83 bilhões
LTM E V/Receita: 11,70x
LTM EV/EBITDA: 22,79x

 

Fatos sobre a Activision Blizzard

Capitalização de mercado: US$ 61,45 bilhões
EV: US$ 55,36 bilhões
Receita LTM: US$ 9,05 bilhões LTM
EBITDA: US$ 3,69 bilhões
EBITDA/Receita: 6,14x
LTM EV/EBITDA: 15x

 

A oferta

O acordo, que os oponentes dizem permitir que a Microsoft compre a Activision por um preço baixo devido a processos pendentes de assédio sexual e preconceito de gênero, coloca o valor implícito do patrimônio líquido em US$ 61,6 bilhões e o valor total da transação em US$ 68,7 bilhões, um prêmio de 45% sobre o preço das ações da empresa após o anúncio.

Os acionistas da Activision Blizzard aprovaram a aquisição quase por unanimidade em abril de 2022. As ações da Activision saltaram quase 36% com o anúncio, enquanto as ações da Microsoft encerraram o dia com queda de 2,5% em relação ao preço de abertura. O acordo totalmente em dinheiro ainda deixa a Microsoft com um baú de reservas de cerca de US$ 70 bilhões para resolver casos judiciais.

O que está por trás do interesse da Microsoft na Activision

Activision Blizzard ocupa o terceiro lugar atrás da Sony e Tencent. Suas receitas em 2021 foram de quase US$ 9 bilhões derivadas da propriedade de Call of Duty, Crash Bandicoot e Spyros; Warcraft, Diablo, StarCraft e Overwatch; e Candy Crush Saga. Em abril de 2021, a franquia Call of Duty vendeu mais de 400 milhões de unidades.

Os jogos são importantes para o balanço da Microsoft, com as receitas aumentando em 2021 em um terço, muito acima do crescimento geral de 18% da receita da empresa. No entanto, a Microsoft ainda não produziu uma franquia de título de grande sucesso e conta com jogos de terceiros para atrair assinantes. Dito isso, a maior parte dos lucros da divisão é derivada das vendas do console Xbox, refletida na queda nos lucros da divisão quando as versões do Xbox não são lançadas.

Os jogos são a categoria de entretenimento mais dinâmica e emocionante em todas as plataformas e estarão na vanguarda do desenvolvimento do metaverso emergente.

O excelente conteúdo da Activision deve atrair mais usuários para as plataformas da Microsoft e aumentar o número de assinaturas do serviço de assinatura de jogos, o Game Pass, permitindo que os jogadores joguem em várias plataformas. O Game Pass não atingiu sua meta agressiva de crescimento de quase 48%, ficando 10% abaixo do número um ano após seu lançamento.

Integração vertical

Espera-se que jogos em nuvem, licenciamento de passes de jogos e jogos de franquia impulsionem o crescimento da divisão de jogos da Microsoft.

Os analistas entendem que a tentativa da Microsoft de integração vertical reflete a necessidade de se adaptar ao cenário do “metaverso” e alcançar sua visão de um único serviço on-line baseado em assinatura. A Microsoft está no caminho certo com o Xbox, atrás do PlayStation 5 e do Nintendo Switch e vê o futuro com os jogos em nuvem.

Os jogos em nuvem permitem o streaming de jogos de servidores, sem a necessidade de consoles caros. Os jogos podem ser jogados em dispositivos como TVs, smartphones e laptops mas, para o sucesso dos jogos na nuvem, é necessário um extenso catálogo de usuários de jogos que podem acessar por meio de um serviço de assinatura para explicar o interesse da Microsoft na biblioteca da Activision.

“Tínhamos uma preocupação com os jogos em nuvem, que é muito incipiente no momento, mas vai crescer”, disse Margrethe Vestager, principal autoridade de competição da UE, a repórteres na segunda-feira.

Sony e Nintendo ainda possuem títulos da Activision

Os acionistas da Microsoft expressaram dúvidas de que haveria ganhos de curto prazo. Quando a Microsoft adquiriu a Bethesda, eles deixaram a equipe para trabalhar de forma autônoma. Não há razão para pensar que não fariam o mesmo com a Activision ao integrar sua aquisição mais valiosa, onde o valor de seu IP representa a maior parte do preço do negócio. Isso, argumentam os analistas, torna improváveis grandes reorganizações e sinergias de economia de custos.

Sony e Nintendo ainda detêm títulos da Activision até 2023/2024, então a Microsoft pode demorar dois anos para atrair pagadores longe dos concorrentes com seus títulos novos e exclusivos.

Com a Activision Blizzard em breve concluída, a Microsoft será, em receita, a terceira maior empresa de jogos. Como a Microsoft detém 60% da participação no mercado de jogos em nuvem, a aquisição solidificará sua liderança no espaço. Phil Spencer, chefe de jogos, afirmou que “a intenção da Microsoft com a aquisição é o acesso aos jogos para celular da Activision, que incluem Candy Crush Saga. Embora existam 200 milhões de usuários de consoles de jogos em todo o mundo, o mercado móvel atinge mais de 3 bilhões de pessoas.”

As razões para a venda da Activision Blizzard

O CEO da Activision, Robert Kotick, afirmou que ele e o CEO da Microsoft, Satya Nadella, estavam preocupados com a força crescente da Tencent, NetEase, Apple e Google no mercado. Eles acreditam que a Activision Blizzard não tinha a experiência em aprendizado de máquina e análise de dados necessária para competir. Acredita-se também que a Activision Blizzard tenha conversado com outros pretendentes, incluindo a empresa controladora do Facebook, Meta Platforms.

Comissão da UE

A Comissão da UE concluiu que a aquisição da Activision não reduziria a concorrência no mercado de consoles, dado o domínio da Sony com o PlayStation.

Os 11 estúdios a seguir estão definidos para se juntar à família Microsoft:

Blizzard Entertainment Beenox Digital Legends
High Moon Studios Infinity Ward King
Radical Entertainment Raven Software Sledgehammer Games
Toys for Bob Treyarch

 

Se o Xbox e a Activision Blizzard fecharem, o Xbox Game Studios terá 34 estúdios de desenvolvimento de jogos. A lista completa seria a seguinte:

343 Industries Alpha Dog Games Arkane
Beenox Bethesda Game Studios Blizzard Entertainment
Compulsion Games Digital Legends  Double Fine
High Moon Studios  Id  Inifinity Ward
Inixile King MachineGames
Mojang Studios Ninja Theory Obsidian
Playground Games Radical Entertainment Rare
Raven Software Roundhouse Studios Sledgehammer Games
Tango Gameworks The Coalition The Initiative
Toys for Bon  Treyarch  Turn 10
Undead Labs World’s Edge Xbox Game Studios Publishing
Zenimax Online

 

Artigos relacionados:

Ações da NeoGames disparam após a aquisição da Aristocrat por US$ 1,2 bilhão

Aristocrat lança primeiro showroom de jogos nas Filipinas

Ikigai Ventures é indicada ao prêmio de Parceiro Investidor do Ano

ATENÇÃO:  SiGMA Américas – Festival Mundial de iGaming acontecerá em São Paulo de 14 a 18 de junho.

Artigos Relacionados

iGaming é o pilar da…

Na conferência organizada pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Malta (MCESD) para a apresentação do Relatório Nacional de…

Filipinas: motoristas de Maryland se…

Aproximadamente 800.000 motoristas em Maryland encontram-se involuntariamente promovendo um cassino on-line sediado nas Filipinas por meio de suas placas, originalmente…

Alegria de Osaka: o primeiro…

As autoridades japonesas concederam aprovação para o desenvolvimento do primeiro resort de cassino do Japão em Osaka, sinalizando uma significativa…