Argentina reforça combate à lavagem de dinheiro com sinergias público-privadas nas loterias

Júlia Moura há 1 mês
Argentina reforça combate à lavagem de dinheiro com sinergias público-privadas nas loterias

As loterias argentinas estão mudando sua estratégia para aprimorar o combate à lavagem de dinheiro no país. O objetivo é melhorar a qualidade dos Relatórios de Transações Suspeitas (ROS), contribuindo para uma análise mais precisa e eficaz na identificação de atividades suspeitas. 

Esta abordagem foi discutida no Seminário sobre Prevenção do Branqueamento de Capitais no setor de jogos, envolvendo 24 jurisdições em coordenação público-privada e 15 fornecedores de jogos, totalizando cerca de 100 participantes. 

Jesús Acevedo, secretário do Conselho de Administração da ALEA e presidente da Loteria Municipal, enfatizou a relevância da Unidade de Prevenção à Lavagem de Dinheiro da ALEA. Ignacio Yacobucci, presidente da Unidade de Informação Financeira (UIF), reforçou a necessidade de sinergias e colaboração sistemática entre os setores público e privado, destacando a importância da avaliação mútua da Argentina pelo GAFI. 

Yacobucci ressaltou que uma boa relação entre todos os envolvidos, tanto do setor público quanto do privado, é fundamental para uma abordagem articulada na gestão de riscos. Ele também destacou a necessidade de regulamentações flexíveis e abertas a mudanças para melhor atender às exigências de uma abordagem baseada em riscos. 

“A avaliação do GAFI deu-nos conhecimento direto da dinâmica atual. A Abordagem Baseada em Riscos envolve melhoria contínua, portanto, as regulamentações devem ser permeáveis a mudanças, a um design dinâmico, para receber críticas construtivas.” 

Sobre a quarta Rodada de Avaliações, Yacobucci explicou que o foco é avaliar a eficácia do sistema, considerando não apenas a parte regulatória, mas também os resultados práticos. O objetivo é identificar operações suspeitas que levem a investigações e à descoberta de lavagem de dinheiro. 

Yacobucci também enfatizou a necessidade de trabalhar para garantir a qualidade dos Relatórios de Transações Suspeitas (ROS), com um sistema mais exigente e baseado em análises mais aprofundadas. Isso representa uma mudança de dinâmica, exigindo uma fiscalização mais detalhada e focada na eficácia. 

Além disso, Delfina Cabral e Vedia da UIF, juntamente com Pablo Rouvier da UCPLA da ALEA e Gabriel Antuña da BetWarrior, compartilharam insights sobre a 4ª Rodada de Avaliação Mútua do GAFI. Durante a manhã, foi apresentado um painel sobre a análise da Resolução 194/23 da UIF para o setor de jogos, com representantes da UIF e da UCPLA da ALEA. À tarde, o seminário prosseguiu com um workshop sobre a implementação dos documentos e ferramentas exigidos pela regulamentação vigente. Por fim, o painel sobre Jogos Não Pessoais delineou ações para prevenir a lavagem de dinheiro em plataformas de jogos autorizadas, além de estratégias para combater jogos online ilegais. 

Em 13 dias reuniremos as principais influências do mundo do iGaming, os principais provedores de jogos de azar e os sites de apostas esportivas mais acessados do mundo no BIS SiGMA Américas 2024!

Esta será a segunda edição do SiGMA Américas e acontecerá no Transamerica Expo Center, zona sul de São Paulo – Brasil.

Um cronograma repleto de especialistas guia a programação com conteúdo cativante e de alto nível, por meio de diversas palestras, painéis de debate e workshops para desenvolver habilidades. Clique aqui para garantir seu lugar em um dos maiores eventos iGaming do Brasil.

Share it :

Recommended for you
Júlia Moura
há 23 horas
Jenny Ortiz
há 1 dia
Jenny Ortiz
há 1 dia
Lea Hogg
há 2 dias