Activision Blizzard faz acordo sobre imposto de equilíbrio competitivo

Content Team há 10 meses
Activision Blizzard faz acordo sobre imposto de equilíbrio competitivo

A Activision Blizzard entrou em um acordo com o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) para renunciar à cobrança de um “imposto de equilíbrio competitivo” em relação às ligas de “Call of Duty” e “Overwatch”.

A editora de videogames não admitiu culpa e negou qualquer acusação de supressão salarial. No processo, que foi arquivado em 2021, o imposto de equilíbrio competitivo que estava em vigor para atuar como um imposto de luxo no esporte mais tradicional, foi criticado.

A tributação de luxo é muito comum em muitos esportes jogados na América do Norte, como beisebol, basquete e futebol americano. Funciona impondo às equipes ou clubes uma sobretaxa por exceder um limite predeterminado estabelecido por qualquer liga em que eles competem, visando proporcionar uma competição mais justa e competitiva, forçando as equipes a se tornarem mais criativas do que mais ricas.

No entanto, as acusações implicavam que a Activision Blizzard impunha esses limites para suprimir os salários dos jogadores, já que o cenário financeiro das competições não seria propício para exceder esses limites em nenhuma circunstância, impedindo a escalabilidade dos salários dentro das ligas da Activision Blizzard.

e-Sports frequentemente atraem grandes multidões em seus eventos.

O procurador geral adjunto da Divisão Antitruste do DOJ repetiu, em comunicado, a importância da compensação justa para proteger a crescente indústria.

 

 

 

“Videogames e e-sports estão entre as formas de entretenimento mais populares e de crescimento mais rápido no mundo atual e, os jogadores profissionais de e-sports, como todos os trabalhadores, merecem os benefícios da competição por seus serviços.”

Um acordo foi feito com a Activision Blizzard pelo qual a culpa foi omitida, mas o imposto de equilíbrio competitivo foi revogado.

Resposta da Activision Blizzard

Em um comunicado fornecido pela Activision Blizzard, foi salientado que eles permanecem firmes em sua posição, apesar dos termos acordados, de que o imposto de equilíbrio competitivo era completamente legal e constante ao ponto de não ter efeitos adversos nos salários dos jogadores.

Reiterando sua missão inicial no início de suas ligas, que era “criar oportunidades de carreira viáveis para os jogadores que exigem salários mínimos e benefícios obrigatórios como parte de seus contratos”, eles também expressaram o desejo de que seus produtos sejam competitivos, justificando, assim, a aplicação do imposto de equilíbrio competitivo.

Alegaram, ainda, que o imposto nunca foi cobrado e foi retirado por suas ligas voluntariamente em 2021. Concluíram afirmando que eles permanecem comprometidos com um ecossistema com remuneração justa, saudável e sem restrições aos sistemas compensatórios de mobilidade dos jogadores em todas as suas ligas esportivas.

Infelizmente, a validade das declarações divulgadas pela Activision Blizzard não pode ser creditada, pois este acordo é o segundo com um órgão regulador dos EUA apenas este ano onde eles concordam, em fevereiro, em pagar uma multa de US$ 35 milhões para resolver as acusações de não proteger os denunciantes ou divulgar informações de forma transparente aos seus investidores.

Essas ações certamente terão um impacto profundo sobre como as ligas de e-sports operam como um todo, estabelecendo inúmeros precedentes sobre como seus jogadores continuarão sendo protegidos, dada a iminente aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft e o futuro incerto da liga.

SiGMA Américas

A SiGMA Américas chega ao Brasil em junho. Uma conferência imperdível que promete percepções importantes, riqueza de conhecimento, palestrantes e discursos excepcionais, juntamente com uma infinidade de oportunidades de networking.

Share it :

Recommended for you
Júlia Moura
há 11 horas
Lea Hogg
há 11 horas
Katy Micallef
há 11 horas
News Team
há 11 horas
Jenny Ortiz
há 11 horas
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia
Lea Hogg
há 1 dia
Jenny Ortiz
há 1 dia
Lea Hogg
há 1 dia
Shirley Pulis Xerxen
há 1 dia
Lea Hogg
há 1 dia
Jenny Ortiz
há 1 dia
Júlia Moura
há 4 dias
Jenny Ortiz
há 4 dias
Júlia Moura
há 4 dias
Lea Hogg
há 4 dias
Lea Hogg
há 4 dias
Júlia Moura
há 4 dias
Jenny Ortiz
há 4 dias
Jenny Ortiz
há 4 dias
Jenny Ortiz
há 4 dias
Jenny Ortiz
há 4 dias
Júlia Moura
há 5 dias
Júlia Moura
há 5 dias
Lea Hogg
há 5 dias
Lea Hogg
há 5 dias
Jenny Ortiz
há 5 dias
Lea Hogg
há 5 dias
Júlia Moura
há 5 dias
News Team
há 5 dias
Jenny Ortiz
há 5 dias
Jenny Ortiz
há 5 dias
Jenny Ortiz
há 5 dias
Júlia Moura
há 6 dias
Lea Hogg
há 6 dias