Parlamentar esclarece que não há movimento para proibir apostas esportivas na Nigéria

Jenny Ortiz há 1 mês
Parlamentar esclarece que não há movimento para proibir apostas esportivas na Nigéria

O parlamentar do Partido Democrático do Povo (PDP), Kelechi Nwogu, esclareceu que não há uma proposta apresentada na Câmara dos Representantes do país com o objetivo de proibir apostas esportivas na nação da África Ocidental.

Em uma postagem no X (anteriormente Twitter), Nwogu corrigiu relatos de notícias anteriores.

“Ao contrário do Instablog e de outros relatos da mídia, a proposta não visa proibir apostas [esportivas]”, afirmou Nwogu.

“O objetivo [da proposta] é proteger os direitos dos jogadores e garantir a conformidade com as regulamentações existentes”, disse Nwogu. “Estou comprometido em promover o jogo responsável e criar uma indústria justa e transparente.”

Nwogu também incentivou uma melhor disseminação de informações após relatos publicados na semana passada de que ele e o PDP haviam redigido um projeto de lei solicitando aos ministros nigerianos que proibissem as apostas esportivas no país.

“Vamos confiar em informações precisas e trabalhar juntos para o benefício da Nigéria. Regulamentem as apostas esportivas”, acrescentou.

“Eliminar equívocos”

Na semana passada, a Câmara dos Representantes da Nigéria realizou uma reunião plenária na capital, Abuja, na qual a Comissão Reguladora Nacional de Loterias (NLRC) participou.

A NLRC é responsável pela concessão de licenças e regulamentação das atividades de loterias e jogos de azar no país.

No entanto, após a reunião plenária, vários veículos de comunicação noticiaram que os parlamentares nigerianos queriam proibir apostas esportivas.

Indústria de apostas esportivas na Nigéria

De acordo com dados do Fundo Nacional de Loterias da Nigéria, cerca de 60 milhões de pessoas entre 18 e 40 anos estão atualmente envolvidas em apostas esportivas no país.

Segundo um relatório da SBCNews, Nwogu alertou sobre o impacto prejudicial da falta de regulamentação no bem-estar mental da juventude da Nigéria, especialmente em relação à prevalência das apostas esportivas.

Nwogu destacou como a supervisão inadequada contribuiu para questões como dívidas crescentes, desemprego, dinâmicas familiares tensas e, em casos extremos, níveis elevados de atividade criminosa e suicídios.

Ele também instou o Ministério Federal da Informação e Orientação Nacional a criar campanhas nacionais que aumentem a conscientização sobre os efeitos negativos das apostas esportivas, especialmente entre os jovens.

SiGMA Eurásia e SiGMA África – falta menos de um mês!

Faltando menos de um mês para o tão aguardado evento SiGMA África, que começa na Cidade do Cabo, África do Sul, em 11 de março, a indústria de jogos está agitada e entusiasmada. Relembrando o sucesso da edição inaugural em Nairóbi, Quênia, em janeiro de 2023, a SiGMA África está se posicionando estrategicamente na vanguarda do cenário de jogos em expansão da África. Com o mercado do continente pronto para um crescimento exponencial, impulsionado por um ecossistema digital em rápida evolução e conectividade móvel crescente, o Grupo SiGMA reconhece a necessidade de fomentar a colaboração e a inovação na indústria. Ao reunir principais interessados e visionários em jogos, a SiGMA visa catalisar o progresso e impulsionar a África para uma nova era de prosperidade e oportunidade. À medida que a contagem regressiva para o evento começa, a expectativa aumenta para o que promete ser um encontro marcante de entusiastas e inovadores de jogos na vibrante Cidade do Cabo.

A quarta edição da SiGMA Eurásia será realizada novamente no InterContinental Dubai Festival City. Entre 25 e 27 de fevereiro de 2024, a conferência oferecerá oportunidades inestimáveis para os participantes fazerem networking com profissionais da indústria, terem contato com as últimas tecnologias e inovações do setor, se encontrarem com os principais tomadores de decisão e obterem insights sobre novos mercados.

Share it :

Recommended for you
Júlia Moura
há 3 horas
Júlia Moura
há 6 horas
Jenny Ortiz
há 18 horas
Júlia Moura
há 1 dia