Desafio Toubkal: a Fundação SiGMA está alcançando novos patamares

Content Team há 1 ano
Desafio Toubkal: a Fundação SiGMA está alcançando novos patamares

Um grupo de 22 voluntários de Malta da Fundação SiGMA embarcam numa viagem rumo a Marrocos para conquistar o pico mais alto do Norte de África, o Monte Toubkal.

Fundação SiGMA conquistará o pico de Toubkal

The SiGMA Foundation is on the way to Toubkal
CPO Keith Marshall (no centro) entre outros caminhantes durante o 4º desafio Caminho de Santiago da Fundação SiGMA em abril passado.

A subida de uma montanha é mais do que apenas chegar ao topo; a jornada também importa. A abordagem da Fundação para “filantropia ativa”, defendida pelo diretor de filantropia da Fundação SiGMA, Keith Marshall, visa trazer realização espiritual e crescimento para todos os participantes, além de arrecadar fundos.

Para se preparar para a caminhada, no ano passado, a Fundação implementou um regime de treinamento exigente que envolveu caminhadas em Malta e Gozo. Nas palavras do próprio Keith, “Deus e coragem nos guiarão. A equipe está bem preparada para o cume de Toubkal. Fique tranquilo, faremos cada passo valer a pena.”

Este não é o primeiro desafio de alpinismo da Fundação. Keith já havia liderado a série anual do “Desafio de Kilimanjaro”, que começou em 2004. A equipe alcançou com sucesso o topo da montanha mais alta, escalando até uma altitude de 20.000 pés e arrecadando € 1 milhão para várias causas na Etiópia e no Quênia.

Todos os fundos arrecadados serão doados ao Projeto de Empoderamento das Mulheres em Bonga, Etiópia.

Com uma elevação de 4.167 metros (13.671 pés), Toubkal se destaca como o cume mais alto das montanhas do Atlas, Marrocos, norte da África e nações de língua árabe.

O Vicariato Católico de Jimma Bonga, Etiópia, fez parceria com a Fundação SiGMA para lançar o Projeto de Empoderamento das Mulheres, uma iniciativa que visa criar mudanças positivas na vida das mulheres de baixa renda da região. O projeto estabelecerá um centro de desenvolvimento de habilidades de última geração, oferecendo treinamento em TI, culinária, cabeleireiro, costura e bordado. A ação capacitará as mulheres e as ajudará a adquirir as habilidades necessárias para garantir um emprego remunerado e independência financeira.

O Projeto de Empoderamento das Mulheres visa reduzir a migração, aumentar a renda familiar e quebrar o ciclo da pobreza na região. A ação apoiará 500 mulheres anualmente, principalmente entre as idades de 20 a 45 anos, com um benefício indireto para mais de 2.500 comunidades na área de Bonga anualmente. O total de beneficiários do projeto gira em torno de cerca de 75% de mulheres e 25% de homens.

O Projeto de Empoderamento da Mulher tem um custo estimado de € 710.321,67 e contou com o aporte de € 200.000 da Fundação SiGMA. A Fundação organizará vários eventos de angariação de fundos e colaborará com outros parceiros que partilham a mesma visão para atingir este objetivo. Qualquer pessoa interessada em contribuir para esta iniciativa é incentivada a se juntar aos esforços.

O projeto planeja nomear algumas seções com nomes de mulheres que perderam suas vidas recentemente em Malta.

Share it :

Recommended for you
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia
Lea Hogg
há 1 dia
Lea Hogg
há 1 dia