Novo chefe de investigações da GCGRA nos Emirados Árabes Unidos é ex-tenente dos Estados Unidos

Shirley Pulis Xerxen há 4 meses
Novo chefe de investigações da GCGRA nos Emirados Árabes Unidos é ex-tenente dos Estados Unidos

Em uma jogada estratégica destinada a fortalecer suas capacidades, a Autoridade Reguladora Geral de Jogos Comerciais (GCGRA) dos Emirados Árabes Unidos nomeou Edward Aylward como Chefe de Investigações. Essa decisão está alinhada com a missão da autoridade de aprimorar a supervisão regulatória na indústria de jogos, que está se expandindo rapidamente.

O histórico de supervisão de jogos de Aylward

Edward Aylward, ex-tenente dos Estados Unidos com uma vasta experiência na divisão de jogos da Missouri State Highway Patrol, assume o papel de Chefe de Investigações na GCGRA. Anteriormente, como chefe da seção responsável por investigações, Aylward liderou com sucesso uma equipe de mais de setenta oficiais encarregados de fazer cumprir as leis criminais e garantir o controle regulatório em sete cassinos.

A expertise de Aylward abrange vários aspectos das operações de jogos, incluindo verificações de antecedentes, aplicação da lei, redação investigativa, gerenciamento administrativo e controle de propriedades. Sua compreensão abrangente das complexidades das operações de jogos o coloca como uma adição valiosa aos esforços da GCGRA na formação de um sólido quadro regulatório.

Sob a liderança do CEO Kevin Mullally e do presidente Jim Murren, a GCGRA está dedicada a estabelecer sólidos quadros regulatórios para o setor de jogos nos Emirados Árabes Unidos. A seleção de Aylward como Chefe de Investigações destaca o compromisso da autoridade em manter a integridade e aderir aos padrões da indústria.

A mudança de postura dos Emirados Árabes Unidos em relação aos jogos

Embora os Emirados Árabes Unidos ainda não tenham rotulado oficialmente as instalações de jogos como cassinos, há uma mudança perceptível na postura do país em relação ao setor de jogos. Desenvolvimentos recentes, como os planos em andamento para uma instalação da Wynn na Ilha Al Marjan, indicam a prontidão dos Emirados Árabes Unidos para aproveitar as oportunidades apresentadas pela indústria de jogos.

Enquanto organizações reguladoras como a GCGRA moldam ativamente o futuro dos jogos na região, o setor antecipa desenvolvimentos transformadores. Apesar de resorts de cassino ainda não terem recebido aprovação, a crescente aceitação dos Emirados Árabes Unidos pelo setor de jogos tem despertado entusiasmo de grandes players como a MGM Resorts.

Megaprojeto “A Ilha” em Dubai

O megaprojeto “A Ilha” em Dubai ganhou impulso com um importante contrato de construção concedido à China State Construction Engineering Corporation, marcando o maior acordo da cidade desde 2017. O projeto de 3,5 milhões de metros quadrados, apresentando hotéis icônicos de Vegas – MGM Grand, Bellagio e Aria, representa o compromisso de Dubai com a inovação arquitetônica. A possível inclusão de um cassino permanece incerta, alinhando-se com mudanças regulatórias mais amplas nos Emirados Árabes Unidos.

A China State Construction Engineering Corporation assegurou o contrato de USD 1,2 bilhão para a construção de “A Ilha”, elevando seu status como um projeto cobiçado em Dubai. O desenvolvimento, adicionado ao impressionante portfólio offshore de Dubai, reforça sua reputação global de luxo e entretenimento. À medida que a construção começa, “A Ilha” se torna um símbolo de inovação, luxo e um possível destino de jogos contra o icônico horizonte de Dubai.

A Conferência SiGMA Eurásia, agendada para 25 a 27 de fevereiro de 2024, no InterContinental Dubai Festival City, alinha-se estrategicamente com a evolução de Dubai, proporcionando uma plataforma para profissionais da indústria explorarem as últimas inovações tecnológicas em entretenimento e jogos.

Saiba mais detalhes aqui.

Share it :

Recommended for you
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 2 dias
Lea Hogg
há 3 dias