PointsBet projeta lucros em 2024 sem necessidade de financiamento adicional

Lea Hogg há 4 meses
PointsBet projeta lucros em 2024 sem necessidade de financiamento adicional

Redefinindo sua estratégia financeira, o presidente da PointsBet, Brett Paton (na foto acima), anunciou na Assembleia Geral Anual que a empresa prevê atingir rentabilidade EBITDA em 2024 sem a necessidade de financiamento externo adicional. A revelação ocorre em meio a negociações em andamento para a venda das operações da PointsBet para a Fanatics nos EUA, posicionando a empresa para um futuro mais focado e simplificado.

Canadá no centro da estratégia da PointsBet para 2024

Paton enfatizou o compromisso da PointsBet com a lucratividade em 2024, destacando a estratégia evolutiva da empresa, especialmente no Canadá. O presidente destacou a estrutura aprimorada do negócio canadense da PointsBet, citando requisitos de capital mais baixos e margens operacionais mais altas em comparação com a maioria dos estados dos EUA. Paton vê “fortes perspectivas para futuros benefícios econômicos” no Canadá, tornando-o um elemento crucial na busca da PointsBet pela lucratividade.

O CEO Sam Swanell ecoou esse sentimento, enfatizando os fatores vantajosos que contribuem para o apelo do mercado canadense. Isso inclui a ausência de taxas de parceiros, uma taxa de imposto viável e a inclusão de iGaming, criando uma sinergia complementar com o negócio australiano mais maduro. Swanell vê a expansão no Canadá como uma oportunidade para alavancar a tecnologia da PointsBet de maneiras não disponíveis no mercado australiano.

Venda para a Fanatics e o futuro simplificado da PointsBet

Fornecendo atualizações sobre a venda em andamento de seu negócio nos EUA para a Fanatics Betting & Gaming, a PointsBet revelou que o acordo está progredindo conforme o esperado, com conclusão prevista para março de 2024. A transação concede à Fanatics acesso a 15 estados dos EUA por meio de acordos de acesso ao mercado, com a PointsBet simplificando suas operações ao transferir o controle de 10 estados até o momento.

Paton enfatizou a importância do acordo com a Fanatics, afirmando que o restante do negócio da PointsBet, ativo na Austrália e Canadá, se beneficiará de uma “abordagem mais focada”. Após o fechamento completo do acordo, espera-se que o EBITDA do grupo esteja próximo do ponto de equilíbrio, sem a necessidade de financiamento externo para alcançar esse resultado.

A valiosa plataforma proprietária interna da PointsBet

Embora tenha cedido a tecnologia de odds ao vivo para a Fanatics como parte da aquisição, a PointsBet manteve seus valiosos ativos de tecnologia de apostas internos na Banach. O CEO Swanell destacou a relevância dessa tecnologia, considerando-a fundamental para o êxito da empresa. A plataforma proprietária retida e as ferramentas de negociação posicionam a PointsBet para um futuro robusto nos mercados australiano e canadense.

Apesar do anúncio, as ações da PointsBet Holdings Limited (PBH.AX) estão atualmente sendo negociadas a US$ 0,77 (5,48%). À medida que a empresa navega em direção à lucratividade, acionistas e observadores do setor aguardam desenvolvimentos adicionais, observando atentamente a execução da visão estratégica da PointsBet e seu impacto na indústria de jogos.

Artigos relacionados:

Os desafios da Entain enquanto o Goldman Sachs rebaixa as ações – SigmaPlay

Ambicioso resort de US$ 2,2 bilhões no Vietnã, em Van Don, ganha impulso (sigma.world)

Coreia do Sul enfrenta crescente epidemia de vício em apostas on-line entre adolescentes (sigma.world)

Share it :

Recommended for you
Jenny Ortiz
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia