Sergio Moura deixa o marketing do Corinthians após controvérsia com VaideBet 

Júlia Moura há 3 semanas
Sergio Moura deixa o marketing do Corinthians após controvérsia com VaideBet 

O Corinthians enfrenta uma tempestade interna e externa envolvendo seu patrocinador máster, VaideBet. Em meio à turbulência, Sergio Moura, superintendente de marketing do clube, anunciou nesta quinta-feira (23) sua licença do cargo. Moura pretende entrar com queixa-crime por calúnia, injúria e difamação, alegando ser vítima de uma “perseguição política” contra a gestão do presidente Augusto Melo. 

Desde o início do escândalo, Moura afirmou ter recebido cinco ameaças de morte. Ele declarou que usará o período de afastamento para se concentrar em sua defesa, sem previsão de retorno ao cargo. “Quero provas de que recebi [dinheiro] ou que estou envolvido com empresas de fachada. Dentro do clube, disseram que estou ligado a uma empresa laranja. Quero provas. Vieram com documentos para me atacar”, desabafou.

Polêmica com VaideBet 

O caso ganhou notoriedade após uma reportagem do jornalista Juca Kfouri no UOL, que revelou a utilização de um suposto “laranja” na negociação de patrocínio. Documentos indicam que a empresa Rede Social Media Design Ltda, intermediária do patrocínio, recebeu duas transferências de R$ 700 mil do Corinthians em março deste ano. Posteriormente, essa empresa teria repassado R$ 580 mil e R$ 462 mil para a Neoway Soluções Integradas em Serviços Ltda, cujo endereço fiscal é um prédio desocupado e a sócia, Edna Oliveira dos Santos, nega ser proprietária. 

Alex Fernando André, conhecido como Alex Cassundé, dono da Rede Social Media Design Ltda, fez parte da equipe de comunicação de Augusto Melo durante sua campanha e é amigo de Sergio Moura. A denúncia também afirma que os pagamentos foram autorizados pelo diretor administrativo Marcelo Mariano sem a aprovação do diretor financeiro Rozallah Santoro, que estava ausente na ocasião.

Posição do Clube 

O Corinthians se manifestou através de nota oficial, afirmando que todas as negociações de patrocínio foram realizadas de forma legal com empresas devidamente constituídas. O clube destacou que não tem responsabilidade sobre repasses a terceiros e que quaisquer provas de irregularidades serão tratadas pelo Conselho Deliberativo.

Posição da VaideBet 

A patrocinadora VaideBet demonstrou insatisfação com a repercussão das denúncias. A empresa notificou o clube por email, expressando preocupação com o impacto negativo das notícias e mencionando a possibilidade de rescindir o contrato. A VaideBet destacou que as informações divulgadas comprometem sua credibilidade e imagem no mercado de apostas. 

O desenrolar deste caso pode trazer consequências significativas para todas as partes envolvidas, afetando desde a administração do Corinthians até a continuidade do patrocínio da VaideBet.

SiGMA Asia 2024, de 3 a 5 de junho. Encontre mais detalhes aqui.

Share it :

Recommended for you
Lea Hogg
há 2 dias
Jenny Ortiz
há 2 dias
Jenny Ortiz
há 2 dias
Júlia Moura
há 3 dias