Regulador australiano abre processo civil contra Skycity

Content Team há 1 ano
Regulador australiano abre processo civil contra Skycity

O regulador financeiro da Austrália (AUSTRAC) iniciou um processo civil contra a Skycity Entertainment por possíveis violações da legislação antilavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

Ademais, caso o Tribunal Federal aceite as conclusões de AUSTRAC, o custo para a empresa pode ser “material”.

A SkyCity disse entender que o AUSTRAC ainda não identificou o nível de penalidade que pretende aplicar.

A ação segue uma investigação sobre todos os operadores de cassinos da Austrália, iniciada em setembro de 2019. Como resultado, a Skycity foi notificada em junho daquele ano de que estava sujeita a uma investigação de execução.

O regulador no final do mês passado também disse que entrou com uma ação civil contra a operadora rival Star Entertainment Group.

Em seu aviso na quarta-feira, o AUSTRAC disse que o cassino de Adelaide mostrou “não conformidade séria e sistemática” com as leis australianas de financiamento de AML (antilavagem de dinheiro) e antiterrorismo.

“A investigação identificou que a Skycity não realizou a devida diligência ao cliente”, disse Peter Soros. “Ademais, não conseguiu desenvolver e manter um programa AML/CTF compatível, deixando-a em risco de exploração criminosa.”

Soros disse que os fracassos deixaram a Skycity Adelaide aberta à exploração criminosa. O regulador está trabalhando com a empresa para garantir que ela atenda às suas obrigações no futuro.

A indústria de cassinos australiana está nos holofotes desde o documentário investigativo que descobriu falhas no Crown Resorts em 2019.

O relatório desencadeou investigações regulatórias nos estados onde a Crown opera, que a consideraram inadequada para manter sua licença.

As investigações foram, então, ampliadas para cobrir a Star Entertainment e a indústria em geral.

 

Share it :

Recomendado para você
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia
Júlia Moura
há 1 dia
Garance Limouzy
há 1 dia